Ave, Flaubert

Um parto da montanha o bastardo natal dessas ocultas grafias, inscritas em Paula Rego Utamaro Kitagawa, Paragones II.  Texto e imagens nascidos a fórceps, --- esforço revelador de que a criação artística não vem à luz tão naturalmente como se pensa.

Inspiração (essa carnavalesca fantasia romântica)

(A Musa inspirando o poeta, Henri Rousseau, 1909)

 não passa de traveco da transpiração. Ainda bem que livros trazidos sob o sovaco são desodorante para tanto fartum.  

(As Musas Inquietantes, Giorgio de Chirico, 1916)

Ave, Flaubert!

Não sendo pássaro,

(Quatro musas e Pegasus, Caesar van Everdingen, 1650)

 só resta pegar carona com quem tem asas...